• Samanta Hit

Momento “Bartender”

Dentro da coqueteleira coloca-se doses de algumas bebidas (dependendo da receita do drinque) e uns cubinhos de gelo. Chek Chek Chek… balança a coqueteleira de um lado para o outro…balança mais um pouco. Põe na taça e pronto! Um lindo e maravilhoso coquetel! Fiquei realmente deslumbrada com o preparo de drinques mostrado no dorama “Bartender”. Meu pai tirou da prateleira um antigo livro de bebidas (“Guia Internacional de Aperitivos e Bebidas”…muito bom!!) e já quis ser uma bartender mundialmente conhecida (sonhar faz parte…rs). Comprei! Tudo! Coqueteleira, dosador, taças de vários formatos e bebidas (foto acima). Escolhi um drinque… Segui a receita…e Chek Chek…opa! O balançar da coqueteleira que parecia tão suave e lindo nas mãos do personagem de Aiba, nas minhas mãos ficou um tanto estranho. Acho que fiquei parecendo aquele boneco de posto de gasolina que fica balançando os braços freneticamente! É muito difícil fazer aquele movimento delicado e harmonioso! (Aiba, Sugoi!!)


Pesquisando um pouco, descobri que existe uma Associação Brasileira de Bartenders (ABB) que realiza campeonatos nacionais que elegem melhores Bartenders e melhores coquetéis; o melhor coquetel do ano de 2011 chama-se “Rosas de Saron, do bartender Fernando Marcos Bezerra. Existe até curso de formação de bartender profissional em São Paulo! Será que com um curso, chego aos pés do Sasakura?

Existem milhares de tipos de coquetéis (no dorama, alguns são apresentados). Cada bartender coloca sua marca, acrescenta isso ou aquilo, cria, inventa, enfeita. Só de Martini existem muitas variações, segundo o suplemento Paladar que estava lendo. E em meio a tantos drinques, surgiu um termo que eu desconhecia também: Mixologista (que parece ser diferente de um bartender). Na reportagem da Revista Alfa, um Mixologista diz sobre sua profissão: “…(mixologistas)… aqueles que dominam a arte da mixologia, que consiste em incorporar técnicas da gastronomia no preparo de drinques — como xaropes, caldas e espumas — e exige um imenso arsenal de conhecimentos sobre ingredientes e método de fabricação de destilados e fermentados.”  Ou seja, o assunto é mais do que real… é profissional!

Na Revista Veja São Paulo dessa semana… páginas recheadas com fotos lindas de coquetéis inusitados!! Vejam na matéria  “Alquimia sem limite“.

Ah…não desisti dos drinques, não!… Talvez não fiquem tão bons e bonitos como de quem entende do assunto, mas são feitos com carinho. Hoje vou de coquetel sem álcool: “Cinderela” . Servidos? Doozo…

#AibaMasaki #drinque #coquetel #essedoramateindico #Miyuki #coqueteleira #SayuriNê #bartender #bebidas

0 views0 comments

Recent Posts

See All